Notícias do Mundo Jurídico

Após Bolsonaro ofender Barroso, Fux pede “respeito às instituições”

O presidente disse que Barroso “se acha o próprio Deus” e é um “péssimo ministro”.
Nesta quarta-feira, 7, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, emitiu nota à imprensa e afirmou que “a liberdade de expressão, assegurada pela Constituição a qualquer brasileiro, deve conviver com o respeito às instituições e à honra de seus integrantes”. A declaração acontece pouco depois de o presidente Jair Bolsonaro voltar a atacar o ministro Luís Roberto Barroso.

Em entrevista à rádio Guaíba, Bolsonaro reforçou sua intenção de indicar o AGU André Mendonça ao cargo de ministro do Supremo e disse que Barroso “não acredita em Deus” e que ele “se acha o próprio Deus”.

“Quando você olha para Barroso dado ao que ele defende, coisa que não encontra amparo no nosso livro preto, que é a nossa Bíblia, esse cara não acredita em Deus, não quero fazer prejulgamento dele, mas ele não acredita em nada, ele acredita que é o próprio Deus. Defende legalização das drogas, aborto. Barroso é péssimo ministro.”

Após as declarações do presidente da República, Fux rejeitou posicionamentos “que extrapolam a crítica construtiva e questionam indevidamente a idoneidade das juízas e dos juízes da Corte”.

Fonte: www.migalhas.com.br

Exibir Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você está na versão offline