Notícias do Mundo Jurídico

Morre o jurista Zeno Veloso vítima da covid-19

Zeno Augusto Bastos Veloso foi um jurista, notário, professor e político brasileiro. Foi deputado Estadual e secretário de Justiça do Pará, além de membro fundador do IBDFAM.
O respeitado e conhecido jurista Zeno Augusto Batos Veloso morreu nesta quinta-feira, 18, aos 75 anos, vítima de complicações em decorrência da covid-19. Estava internado na UTI em São Paulo, desde o dia 5 de março. Zeno foi professor, notário, deputado Estadual e membro fundador do IBDFAM – Instituto Brasileiro de Direito de Família.

Biografia

Zeno Augusto Bastos Veloso é o que podemos chamar de jurista de nomeada. Querido e admirado, foi notário, professor e político. Na política, deputado Estadual e secretário de Justiça do Pará. Lecionou Direito Civil e Direito Constitucional na UFPA – Universidade Federal do Pará, pela qual se formou em 1969, e da qual recebeu o título de notório saber, e na UNAMA – Universidade da Amazônia, que lhe conferiu o título de doutor honoris causa. Foi tabelião do 1º Ofício de Notas de Belém de 1966 até 2018.

Participou da elaboração das constituições estaduais do Pará e do Amapá, tendo sido relator-geral da Assembleia Constituinte do Pará. Foi assessor da 2ª vice-presidência da Assembleia Nacional Constituinte e integrou a comissão de juristas que assessorou o relator do projeto do Código Civil de 2002 na Câmara dos Deputados.

Foi membro fundador do IBDFAM – Instituto Brasileiro de Direito de Família, do qual foi diretor nacional. Foi ainda imortal da Academia Paraense de Letras.

Em 2014, foi lançado o livro Direito Civil Constitucional e outros Estudos em Homenagem a Zeno Veloso, que contou com a colaboração de reconhecidos civilistas e constitucionalistas do Brasil e de Portugal, como Edson Fachin, Carlos Velloso, Maria Berenice Dias, Carlos Roberto Gonçalves, José de Oliveira Ascensão, Luís Roberto Barroso, José Gomes Canotilho e Jorge Miranda.

Homenagens

“No dia 18 de março de 2021, o Brasil perdeu um dos seus maiores juristas, o Professor Zeno Veloso. Uma grande pessoa, sempre generosa, que sempre incentivou os mais jovens. O seu legado persiste e nós, seus amigos e eternos alunos, seguiremos a sua missão de levar a Boa Justiça. Que Deus o receba como um Espírito de Luz que é, um verdadeiro sábio que cumpriu a sua missão!” Flávio Tartuce, colunista Migalheiro, Presidente do IBDFAM-SP e do IBDCont

“O Instituto Brasileiro de Direito de Família – IBDFAM, manifesta profundo pesar pelo falecimento, nesta quinta-feira (18), do jurista Zeno Augusto Bastos Veloso, cofundador e diretor nacional do IBDFAM, vítima da Covid-19. Durante 23 anos de IBDFAM, Zeno compartilhou um legado de conhecimento que será eterno. O IBDFAM presta sua solidariedade aos familiares, amigos, admiradores e ibedermanos” IBDFAM

“Dotado de uma sabedoria admirável, o professor Zeno Veloso lecionou Direito Civil e Direito Constitucional na UFPA (decano) e ajudou na formação de várias gerações de advogadas, advogados e operadores do Direito. Seu humanismo e seu legado jurídico jamais serão esquecidos” OAB/PA

“Sua história se confunde com a história do Notariado brasileiro e sua falta deixará, além de saudades e reconhecimento pelo serviço prestado, um vasto repertório de estudos e conribuição ao Direito no Brasil. Neste momento de dor e reflexão, os notários de todo o País prestam suas sinceras condolências” Colégio Notarial do Brasil

“O Pará perde mais um dos seus filhos mais ilustres, e o ISM, um dos seus maiores amigos” André Augusto Malcher Meira, presidente do ISM

“O IASP – Instituto dos Advogados de São Paulo lamenta o falecimento do nosso associado Zeno Augusto Bastos de Veloso, nesta quinta (19/03), aos 75 anos. Professor de Direito Civil e Constitucional pela Universidade Federal do Pará, foi um dos fundadores do Instituto Brasileiro de Direito da Família (IBDFam). Na política, foi deputado estadual e secretário de Justiça do Pará. Participou da elaboração das constituições estaduais do Pará e do Amapá e foi assessor da 2ª vice-presidência da Assembleia Nacional Constituinte. Aos amigos e familiares, nossas condolências” IASP

Fonte: www.migalhas.com.br

Exibir Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você está na versão offline